Mercado de trabalho e pobreza na RMSP de 1991 a 2010

O objetivo do capítulo é traçar as tendências das relações entre pobreza e mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2010. Tendo como pano de fundo as profundas mudanças e as diferenças no mercado de trabalho que marcam as duas décadas (alterações na estrutura produtiva; taxas de desocupação e informalidade, evolução dos rendimentos), o foco da análise será compreender os condicionantes da situação de pobreza para indivíduos ocupados, abordando tanto aspectos “estruturais” (ocupações, setores econômicos, tipo de vinculo, etc.) como também características individuais e familiares (raça, sexo, escolaridade, estrutura domiciliar, dentre outras). Serão utilizados os dados dos Censos de 1991 a 2010 e se priorizará analises estatísticas multivariadas.

Autores: Ian Prates e Rogério Barbosa