Conteúdos políticos do Plano Diretor: por quê, onde, como e que diferença faz?

Dentre os assuntos que têm ocupado a agenda da Ciência Política brasileira, figuram a análise do comportamento Legislativo, das relações entre Executivo e Legislativo e dos encaixes entre sociedade civil e o Estado. A elaboração do Plano Diretor em São Paulo constitui um evento privilegiado para observar como interagem simultaneamente todos esses atores na consecução de um instrumento de planejamento urbano, comumente analisado como técnico pela profusão de seus dispositivos regulatórios, mas que se sobressai pelo seu caráter político. Por meio de entrevistas, observações empíricas das audiências públicas promovidas e revisão da produção teórica existente sobre o tema, este artigo elenca os diversos interesses que permeiam o plano, sistematiza aspectos institucionais de sua elaboração, enfatizando instrumentos como dispositivos políticos, e faz um balanço dos aprendizados políticos entre a elaboração do PD 2002 e sua revisão em curso.

Artigo completo em:

http://www.fflch.usp.br/centrodametropole/upload/aaa/706-SD_2014_%20Hoyler_Samuel_%20158-552-1-PB.pdf

Anúncios