Condições sociais, urbanas e habitacionais

Para esse capítulo, creio que possa haver duas tarefas sucessivas. A primeira tarefa é fazer a comparação entre 2010 e 2000 selecionando somente variáveis que permitam a comparabilidade “direta” entre mesmos indicadores dos dois momentos. Essas variáveis incluem renda, estrutura etária e familiar, habitabilidade (condições habitacionais) e educação. Dessa forma, serão rodadas análises fatoriais e de cluster para cada um dos anos. A princípio serão usados dois métodos para fazer a comparação entre os anos, mas sigo pensando em outras.

  1. a) distribuição dessas variáveis nos grupos de 2000 e de 2010 construídos no capítulo anterior.
  2. b) Outra seria ver os outliers das correções entre os fatores (fazer uma regressão simples e pedir para o programa marcar os casos que distem mais do N desvios). Fazer isso com todos os pares de fatores relevantes e depois marcar esses casos para mapeamento e análise.

A segunda tarefa seria mapear a precariedade urbana presente em 2010 englobando as novas variáveis do Censo sobre pavimento, calçadas, iluminação e afins. Esse mapeamento, ainda que não ofereça comparabilidade com 2000, pode colocar as bases para a próxima rodada de comparações (2020).

Autores: Carolina Requena, Samuel Ralize e Betina Sarue